18.7.13

Não é um automóvel, não é uma quad... mas é Honda...

Não podíamos deixar de ficar indiferentes a este projecto, e apesar de não ser um automóvel, decidimos publicar sobre o mesmo.

Vimos a acompanhar esta experiência desde que foi divulgada, mas preferimos esperar pelos testes finais... até termos a certeza do que iria resultar de toda esta loucura. Sim, leu bem... loucura... que é basicamente o que sai da cabeça dos tipos do TopGear. Desta vez, alguém da equipa acordou um dia e pensou "Hoje é um dia porreiro para fazer um tuning ao ??? lá do escritório!"... e assim foi.

Tem 4 rodas, 1 motor, 1 lugar, 1 depósito, e muita potência... mesmo muita...
E... é Honda, claro! Mais precisamente um cortador de relva HF2620.

Por isso, toca de contactar a Honda (Team Dynamics) e ver no que dá. Afinal de contas quem melhor para levar este projecto avante e com sucesso.
Claramente que uma alteração com este calibre teria de ser uma alteração a fundo, e que nos deixasse de olhos esbugalhados ou o TopGear não estivesse envolvido. Por isso, por onde começar?...
O motor, claro!
O motor de um carro é grande demais... então que mais faz a Honda?... Motos!... um motor de moto, perfeito! Pequeno o suficiente para caber no cortador de relva, e potência suficiente para entrar numa experiência TopGear.
E de vários modelos escolheram o motor da VTR 1000cc com 110cv... sim, leu bem, 110cv de potência num cortador de relva! A estas características adicione uma velocidade máxima de quase 210 km/h, um arranque dos 0-100 km/h em apenas 4 segundos, 140kg de peso, e uma relação de peso/potência superior à de um Ferrari F12.
Tudo isto num "veículo" que não tem cintos de segurança, o conforto de um kart e uma coluna de direcção de um Morris Minor!


Por esta altura, deve-se estar a perguntar... Ok, mas isto assim já não é um cortador de relva, apenas um kart, não seria mais simples pegar num kart e alterá-lo?... Poder podia, mas assim não seria notícia, não seria mais uma loucura TopGear, e não seria um cortador de relva. É que apesar de todas estas modificações, o sistema de corte e o depósito de detritos continuam lá... e a funcionar! Mas até aqui houve alterações. Como a conexão da transmissão original com o motor novo era demasiado complicada, a Honda substituiu as lâminas de corte por cabos de aço e montou 2 motores elétricos que os fazem rodar a 400 rpm!

O resultado é surpreendente... até mesmo para a equipe do TopGear... afinal de contas, eles apenas queriam fazer um "tuningzito" a um cortador de relvas, não criar um glutão de relva vindo do inferno!
Temos a certeza de que com este HF2620 cortar a relva deixou de ser uma tarefa monótona.






Fonte: TopGear e Honda
Back To Top